YouTube anuncia a exclusão de vídeos que possuem fake news

A decisão aconteceu após haver o impedimento da Suprema Corte dos Estados Unidos sobre fornecer acesso direto ao aborto. Saiba mais!

Nas últimas semanas, a plataforma de vídeo do YouTube anunciou ao público que irá retirar qualquer vídeo que possa conter e propagar desinformações sobre o aborto. Isso contribuirá diretamente para a diminuição de fake news em seu sistema.

Leia mais: PennyWise: criminosos investem em vírus por meio de vídeos do YouTube

A decisão aconteceu após haver o impedimento da Suprema Corte dos Estados Unidos sobre fornecer acesso direto ao aborto, incluindo a proibição de diversos outros estados conservadores sobre o procedimento.

Como o assunto passou a ser motivo de grandes e intensos debates na internet, o que não faltam são notícias falsas e informações completamente equivocadas que não possuem nenhum embasamento científico sobre determinado assunto.

Além disso, a plataforma liberou uma nota, que diz respeito a qualquer pessoa que disponibilizar um vídeo abordando falsas informações, conteúdos manipulados e retirados de contexto, promover remédios, curas, tratamentos ou qualquer tipo de substância que possam representar risco ao público, além de contradizer especialistas e autoridades legais sobre práticas seguras, terá sua postagem excluída do site.

A plataforma também disponibilizou uma pequena thread no Twitter, na qual afirma que “[…] todas as suas políticas de saúde, a plataforma conta com as orientações publicadas por autoridades da saúde. A prioridade é conectar pessoas ao conteúdo de fontes autorizadas sobre os tópicos de saúde, e revisamos continuamente nossas políticas e produtos à medida que os eventos do mundo real se desenrolam”.

Porém, não houve movimentação apenas por parte da plataforma do YouTube, como também do Google, que já garantiu a retirada de sua base de dados, informações sobre as identidades de mulheres que visitam clínicas de aborto, a fim de proteger sua privacidade.

você pode gostar também
Comentários