in

Crítica | Mulher Maravilha 1984 é um dos melhores filmes do Universo Estendido DC

capa 001 6
capa 001 6

Valeu a espera. Mulher Maravilha 1984 finalmente chegará à HBO Max e aos cinemas neste Natal, e é sem dúvida um momento de triunfo para o atrasado porém incrível filme.

A esperada sequência protagonizada por Gal Gadot deveria ser lançada em junho passado, mas a pandemia (que atrasou cronogramas de estúdios em todo o mundo) forçou o filme para ser lançado no final para outubro, e depois disso para dezembro.

Por todo esse tempo, os fãs mantiveram as expectativas lá no alto já que a equipe de Mulher Maravilha 1984 sempre manteve todos informados e liberando conteúdo como fotos e declarações. Tudo liderado por Gadot e a veterana diretora Patty Jenkins nos últimos meses.

Jenkins falava bastante do filme, fornecendo aos fãs fotos dos bastidores, bem como abordando o lançamento sem precedentes do filme na HBO Max. Isso foi o suficiente para manter a maioria dos fãs com foco.

Mulher Maravilha 1984

WW 1984 será o primeiro filme da DCEU a ser lançado simultaneamente em uma plataforma de streaming e nos cinemas, e será interessante descobrir como essa estratégia se desenvolverá daqui pra frente.

Vamos agora as críticas sobre o sobre o tão aguardado filme que já tem avaliação no Rotten Tomatoes de 89% . Atualmente, apenas dois filmes da DCEU têm pontuações mais altas no RT: Mulher Maravilha de 2017 (93%) e Shazam! (90%).

Resistência Nerd

O filme entrega o que promete. Começando pela personagem que não é mais a inocente Diana que deixou a Ilha Paraíso no primeiro filme. As cenas de ação melhoraram e se destacam de outras adaptações de quadrinhos. O filme se passa em 1984 – óbvio – mas as mensagens são atuais. A diretora trabalhou isso muito bem. Preciso assistir de novo, ainda tem muitos detalhes para serem explorados visualmente. “- Tio Vader

CBR

A Mulher Maravilha 1984 não poderia ter chegado em melhor hora. Transbordando de emoção, a sequência lembra gentilmente aos espectadores que, afinal, há esperança para a humanidade, mesmo em um dos momentos mais sombrios de nossa história.”  – Meagan Damore 

FORBES

“Esta sequência da Warner Bros. é o oposto de descansar sobre os louros, especialmente considerando a pressão indevida ainda colocada em filmes de fantasia de grande orçamento liderados por mulheres. É um melodrama visualmente deslumbrante que tem que esconder seu relativo desinteresse em confrontos superpoderosos, mais uma vez mostrando que a DC Films é uma marca onde “tudo pode acontecer”. – Scott Mendelson

ROTTEN TOMATOES

“Grande Hera!  Mulher Maravilha 1984  é uma dose épica de coração e escapismo vibrante que prova que ainda existem emoções inesperadas no cinema de super-heróis.”

IGN

“Apesar de todos os seus constantes retornos aos anos 80, Mulher Maravilha 1984 permanece distintamente contemporânea em tempo de execução; como tantos filmes de quadrinhos modernos, ela ultrapassa a marca de duas horas e meia. Embora isso não pareça notoriamente longo, também não parece justificado, e a hora de abertura certamente não vai a lugar nenhum com pressa. ” – Matt Purslow

SCREENRANT

“No final, Mulher Maravilha 1984 oferece uma experiência de super-herói cinematográfica impressionante, com o coração e o enredo emocional necessários para mantê-lo fundamentado. É uma experiência cinematográfica completa e sem dúvida se beneficiaria em ser visto na maior tela possível, a fim de obter o efeito completo do olhar diretor de Jenkins. ” – Molly Freeman  

THR

“Gadot continua sendo uma presença carismática que maneja o laço com autoridade, até mesmo acertando raios em alguns momentos de prender. No entanto, eu perdi o aspecto de gladiador corpo a corpo de tantas cenas de luta no primeiro filme. Há um toque romântico desarmante em Diana adquirindo a habilidade de voar por meio da explicação de Steve de seus princípios rudimentares. ”- David Rooney 

INDEPENDENT

“Diana é indestrutível em alguns aspectos, surpreendentemente frágil em outros. A câmera de Jenkins é cativada por sua resiliência, enquanto ela se detém em fotos de adoração de Diana em ação. Cada batida descarada de  Mulher Maravilha 1984  parece que chegou para transformar este ano miserável em pó. ”- Clarisse Loughrey

A espera por Mulher Maravilha 1984 valeu muito a pena.

Mulher maravilha 1984

Também notamos que muitos críticos apontaram o momento perfeito do lançamento da Mulher Maravilha em 1984 em meio à pandemia, já que o filme passa uma sensação de esperança a todos. A Diana de Mulher Maravilha de 1984, é uma heroína inspiradora.

Para finalizar, esperamos que os fãs da Mulher Maravilha acima de tudo se divirtam com a experiência ao assistir o filme e aproveitem esse presente antecipado de Natal.

Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Escrito por Tio Vader

Nascido em 1978 e treinado durante os incríveis anos 80. Movido a refrigerante, mirabel, quadrinhos, filmes e seriados. Casado, Tio Vader é apenas mais um Jedi aposentado tentando ganhar a vida pela galáxia. Por último mas não menos importante, Tio Vader também é o criador e administrador da marca Resistência Nerd ® desde 2010.

capa piratas

Margot Robbie exige que sua personagem em Piratas do Caribe seja gay

EpgvwmzW4AATCpr

The Mandalorian | 2º Temporada termina com participação incrível de [SPOILER]