Guerras Secretas: o triunfo das HQs antes de Guerra Infinita e Ultimato

Esses acontecimentos acabaram modificando completamente a maneira como os personagens do mundo dos quadrinhos eram recebidos

Lançados em 1984 a 1985, os quadrinhos originais da Marvel traziam até o público as maiores batalhas já vistas até o momento, as quais eram intituladas “Guerras Secretas”.

Leia mais: Vilões da Marvel: poderosos nas HQs, mas não aparecem no cinema

Esse foi o primeiro contato em que os universos da Marvel tiveram entre si, como X-Men, Quarteto Fantástico e Vingadores. Diante disso, perguntas como: “Como Wolverine e Homem-Aranha interagiriam?” começaram a aparecer.

A cena inicia com alguns dos heróis e vilões sendo transportados para duas naves. Na nave dos heróis, estavam os Vingadores (composto por Capitão América, Capitã Marvel, Homem de Ferro, Thor, Hulk e Mulher-Hulk, Vespa e Gavião Arqueiro).

Também estavam presentes os X-Men (Professor X, Wolverine, Tempestade, Ciclope, Colossus, Noturno, Vampira e Lockheed the Dragon), O Quarteto Fantástico (excluindo a Mulher Invisível), junto com o Homem-Aranha. Além disso, no lado dos heróis está Magneto.

Já na nave dos vilões, está Doctor Doom, Ultron, Galactus e Molecule Man, juntamente com outros como Kang the Conqueror, Absorbing Man, Doctor Octopus, a Feiticeira e o Lagarto.

Já dá para ter uma noção do que poderá acontecer com a união destes grupos, não é? Além disso, é fácil ver como os fãs encontram-se extremamente empolgados com uma suposta ideia de que haverá uma pequena possibilidade de sair um filme de Guerras Secretas.

Desta forma, isso resultaria em uma versão ainda mais intensa do que Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato, ainda mais quando levamos em consideração que haverá a inclusão dos X-Men e do Quarteto Fantástico.

No entanto, uma produção como essa não está tão perto de acontecer, pois para que haja um crossover, irá depender muito da ideia de que o público conheça os personagens e se importe com eles.

você pode gostar também
Comentários