Movimento pede cancelamento da ‘Bruxa do 71’ por normalizar o assédio

O movimento ganhou eco nas redes, apesar de algumas pessoas acharem exagero.

Usuários no Twitter e em outras redes sociais pediram o cancelamento da Bruxa do 71, a Dona Clotilde do seriado Chaves por normalizar a cultura do assédio.

Após a polêmica envolvendo o personagem Pepe Le Pew, da Warner Bros. que foi acusado de normalizar a cultura de estupro pelo jornalista Charles Blow do “New York Times”, a caçada continua.

Próximo alvo: Bruxa do 71

Dessa vez, o alvo é humano, um personagem de um seriado com atores reais. Durante a semana, nas redes sociais hispânicas, surgiu com força o movimento pedindo o “cancelamento” da Dona Clotilde, vivida por Angelines Fernández na série “Chaves”, como informou o jornal colombiano “El Tiempo”.

bruxa do 71

O motivo é que a “Bruxa do 71”, como ela também é conhecida no seriado, faz várias e insistentes investidas, no personagem Seu Madruga, que sempre se mostra incomodado e foge da situação, não compartilhando os mesmos sentimentos.

Os internautas compararam a insistência de Dona Clotilde a mesma vista em Pepe Le Pew, incluindo o contato físico sem permissão.

Seu Madruga seria a vítima, assim como a gatinha da animação, Penélope, já que demonstra grande desconforto com a atitude recorrente da vizinha.

O movimento ganhou eco nas redes, apesar de algumas pessoas acharem exagero.

Vamos ser sinceros, se a patrulha do politicamente correto atacar o seriado Chaves a fundo só vai sobrar na vila o barril.

Mais notícias em breve.

você pode gostar também
Comentários